6 dicas sobre MUCOSITE

O paciente submetido a tratamento quimioterápico pode apresentar um quadro de mucosite, um efeito colateral do que é incômodo e que merece atenção.
Mas o que é mucosite? Como reconhecê-la ? Como tratá-la?

WhatsApp Image 2018-01-15 at 18.21.13 (2)
Drª Angélica Sant´Anna, dentista.

Mucosite é uma inflamação na mucosa oral ( da boca) e também do tubo digestivo e mucosa intestinal. Esta manifestação inflamatória ocorre devido o tratamento oncológico, pela toxidade da quimioterapia ou também radioterapia.” (Dr.ª Angélica Sant´Anna – dentista).

Para responder essas e outras perguntas, convidamos a Drª Angélica, dentista, que está se especializando no Hospital Sírio Libanês em São Paulo/SP, com intuito de tratar adequadamente os pacientes que enfrentam essa fase delicada em suas vidas.

Por trás dessa qualificação profissional, há também uma história pessoal que permite que a Drª Angélica tenha uma visão bem completa e bastante humanizada sobre o tema.
Pois é… Tenho um primo jovem, com 33 anos , que foi diagnosticado com um linfoma.
Devido ao tratamento específico nestes casos, ele desenvolveu uma mucosite extremamente agressiva. Na época ajudei como pude, mas vi que ainda precisava de mais formação e informação para lidar com casos assim. Desta maneira, busquei me capacitar e ainda busco, pois essa caminhada não tem descanso.”
Vamos às nossas principais dúvidas sobre o tema?

1

VIVER EU QUERO (VEQ) – Drª Angélica, inicialmente vamos esclarecer aos nossos leitores o que é a mucosite?

DRª ANGÉLICA SANT´ANNA (AS) – Mucosite é uma inflamação na mucosa oral ( da boca) e também do tubo digestivo e mucosa intestinal. Esta manifestação inflamatória ocorre devido o tratamento oncológico, pela toxidade da quimioterapia ou também radioterapia.

Na mucosite causada pela quimioterapia, as drogas de eleição e o tipo de cancêr é que estarão relacionadas ao aparecimento desta enfermidade. Já na radioterapia, a mucosite só irá ocorrer em câncer de cabeçae pescoço.

1 (1)

(VEQ) – Existe alguma forma de prevenir este quadro durante a quimioterapia ou radioterapia na região da cabeça ou pescoço?

(AS) – Existem maneiras para evitar uma mucosite muito agressiva e outros casos que a prevenção evita que sua manifestação seja clínica (ou melhor, quase imperceptível). A prevenção se dá inicialmente conversando com o oncologista para entender mais o tratamento que irá realizar. Busque um dentista capacitado na área, que poderá lhe dar as informações e cuidados a serem realizados durante o período em que estiver sob tratamento.

1 (2)

(VEQ) – Quais são os principais sinais e sintomas da mucosite? Como reconhecer se está desenvolvendo o quadro ou não?

(AS) – Os sinais e sintomas da mucosite causada pela quimioterapia podem aparecer logo depois do início da terapia, até aproximadamente dez dias. Vários fatores contam para isso, entre eles , a imunidade.

Já na mucosite causada pela radio leva em torno de uma semana para se iniciarem os primeiros sintomas, que poderão ser:

  • Placas vermelhas e disformes espalhadas na cavidade oral
  • Sensação de queimação na mucosa da boca.
  • Lesões ulcerativas e muitas vezes sangrentas, embaixo da língua, bochecha, lábios, palato mole, gengiva
  • Lesões extremamente dolorosas
  • diminuição da saliva
  • Saliva grossa e  espessa
  • Dificuldade na deglutição
  • dificuldade em falar e abrir a boca
  • Pseudo membranas aderidas as úlceras.

1 (4)

(VEQ) – Existe algum cenário no qual a mucosite possa colocar o paciente em risco? Neste caso, o que fazer?

(AS) – Sim, a mucosite tem vários graus de acometimento, que vai do  ”0 ” ao ”4 ”.

Citarei o grau quatro.

Neste caso o paciente está tão comprometido que não consegue se alimentar, sua cavidade oral foi colonizada por microrganismos oportunistas e estes causaram úlceras contaminadas por toda cavidade, o que poderá levar a um quadro de septicemia.

Também, na mucosite grau quatro, este paciente poderá necessitar de alimentação via sonda nasogástrica ou a alimentação parenteral. Na alimentação via sonda, o risco de contaminação por microrganismos  é relativamente aumentada, colocando em risco nessas situações o bem estar e vida do paciente.

1 (5)

(VEQ) – Como a mucosite é tratada no consultório dentário?

(AS) – Primeiramente avaliamos o estado geral de sua saúde oral, fazemos uma anamnese para saber como são os hábitos de alimentação, escovação, histórico familiar etc…

Depois serão feitos exames radiográficos para constatar presença de dentes cariados, restos radiculares, dentes em estado avançado de doença periodontal ou cárie que necessitam de extração, doenças periodontais , presença de cistos , ou canais a serem realizados…

Porque disso tudo? Já é comprovado que o estado oral do paciente contribui diretamente para uma mucosite mais agressiva e com potencial de complicações indesejadas e de difícil manejo durante a terapia oncológica. Depois de terminado o tratamento clínico necessário, planeja -se, se necessário o uso da laserterapia, que será fundamental na prevenção e tratamento da mucosite oral.

1 (6)

(VEQ) – São necessários equipamentos ou qualificações específicas para um dentista tratar a mucosite?

(AS) – Sim, por se tratar de um manejo muito delicado e complexo, sem dúvidas um profissional capacitado na área dará um suporte devido e assertivo àquele paciente.


(VEQ) –  Você gostaria de deixar uma mensagem final aos nossos leitores ou agregar mais alguma informação que não abordamos na entrevista?

(AS) – Bem… Creio que o paciente oncológico seja extremamente especial, pois do início ao fim do tratamento ele precisará confiar e acreditar em quem o estiver acompanhando… e quem o estiver acompanhando deverá estar ali, sempre a seu lado para lhe estender as mãos, respeitar suas ansiedades, medos, expectativas  e escolhas.

Creio que a melhor saída sempre será na companhia de vários… isso eu chamo de interdisciplinar, quando vários profissionais trabalham juntos para dar o melhor aquele que precisa. O médico oncologista, o psicólogo, o nutricionista, o dentista, a enfermagem, a dermatologia, a fonoaudiologia, fisioterapia…  o pessoal  que leva graça e alegria aos hospitais, e é claro, os amigos e família.

Assim penso, unidos por cada um e TODOS JUNTOS CONTRA O CÂNCER !!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: